• +351 231 419 550
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Património

  •  

     A AD ELO é responsável pela implementação da abordagem territorial "DLBC/Rural - LEADER AD ELO" no seu território de intervenção (Cantanhede, Figueira da Foz, Mealhada, Mira, Montemor-o-Velho e Penacova).

    Em fevereiro de 2021 terminou a análise do aviso de concurso, aberto em 2020, que tinha como objetivo o apoio a projetos que promovessem a recuperação, conservação e valorização de elementos patrimoniais locais e que se integrava na medida DLBC/Rural PDR 2020 “Renovação de Aldeias”.

    Nesse processo de decisão o seu Órgão de Gestão aprovou 11 projetos que totalizam cerca de 1 milhão de euros de investimento, mobilizando quase 800 mil euros de apoio comunitário.

    Tendo como objetivo o apoio a pequenos projetos, esta decisão de aprovação abrange todo o território de intervenção da AD ELO e engloba como beneficiárias associações locais e autarquias, em projetos de valorização do património como museus, moinhos, bem como a recuperação e reconversão de antigas escolas primárias desativadas para funções ligadas à cultura local.

    Estes projetos, embora de pequena dimensão assumem uma importância significativa para os seus promotores dado que raramente se encontram apoios que sejam adaptados a esta realidade.

    Na implementação do "DLBC/Rural LEADER AD ELO" defende-se a perspetiva que o território se constitui como o repositório de recursos, nas suas mais variadas formas e que as ações a desenvolver devem passar pela consciencialização que o património (natural, cultural e contruído) deve ser preservado, enquanto elemento de reforço da identidade local.

    Esta perspetiva de valorização e reforço da identidade local é assim materializada nos projetos aprovados, que entram assim na fase de execução para que brevemente estejam disponíveis para as comunidades locais.

    www.adelo.pt

     

    AD ELO, Cantanhede, 17 de fevereiro de 2021

  •  

     A AD ELO é responsável pela implementação da abordagem territorial "DLBC/Rural - LEADER AD ELO" no seu território de intervenção (Cantanhede, Figueira da Foz, Mealhada, Mira, Montemor-o-Velho e Penacova).

    Em fevereiro de 2021 terminou a análise do aviso de concurso, aberto em 2020, que tinha como objetivo o apoio a projetos que promovessem a recuperação, conservação e valorização de elementos patrimoniais locais e que se integrava na medida DLBC/Rural PDR 2020 “Renovação de Aldeias”.

    Nesse processo de decisão o seu Órgão de Gestão aprovou 11 projetos que totalizam cerca de 1 milhão de euros de investimento, mobilizando quase 800 mil euros de apoio comunitário.

    Tendo como objetivo o apoio a pequenos projetos, esta decisão de aprovação abrange todo o território de intervenção da AD ELO e engloba como beneficiárias associações locais e autarquias, em projetos de valorização do património como museus, moinhos, bem como a recuperação e reconversão de antigas escolas primárias desativadas para funções ligadas à cultura local.

    Estes projetos, embora de pequena dimensão assumem uma importância significativa para os seus promotores dado que raramente se encontram apoios que sejam adaptados a esta realidade.

    Na implementação do "DLBC/Rural LEADER AD ELO" defende-se a perspetiva que o território se constitui como o repositório de recursos, nas suas mais variadas formas e que as ações a desenvolver devem passar pela consciencialização que o património (natural, cultural e contruído) deve ser preservado, enquanto elemento de reforço da identidade local.

    Esta perspetiva de valorização e reforço da identidade local é assim materializada nos projetos aprovados, que entram assim na fase de execução para que brevemente estejam disponíveis para as comunidades locais.

    www.adelo.pt

     

    AD ELO, Cantanhede, 17 de fevereiro de 2021