• +351 231 419 550
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

DLBC Rural

  • A AD ELO - Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada procedeu à divulgação dos apoios disponíveis para investimentos dando destaque aos anúncios de apresentação de candidaturas que se encontram abertos.

    Esta sessão possibilitou ainda abordar temáticas subjacentes aos apoios como: - Promoção da igualdade de género e não descriminação; - Promoção do desenvolvimento sustentável. A sessão realizada, no dia 24 de novembro de 2017, em articulação com a Associação de Moradores da Praia da Tocha, decorreu nas instalações da mesma.      

  • A AD ELO - Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada procedeu à divulgação dos apoios disponíveis para investimentos dando destaque aos anúncios de apresentação de candidaturas que se encontram abertos.

    Esta sessão possibilitou ainda abordar temáticas subjacentes aos apoios como: - Promoção da igualdade de género e não descriminação; - Promoção do desenvolvimento sustentável. A sessão realizada, no dia 4 de dezembro de 2017, em articulação com a Incubadora de Empresas da Figueira da Foz, decorreu nas instalações da mesma.

  • A AD ELO - Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada procedeu à divulgação dos apoios disponíveis para investimentos dando destaque aos anúncios de apresentação de candidaturas que se encontram abertos.

    Esta sessão possibilitou ainda abordar temáticas subjacentes aos apoios como: - Promoção da igualdade de género e não descriminação; - Promoção do desenvolvimento sustentável. A sessão realizada, no dia 4 de dezembro de 2017, em articulação com a Incubadora de Empresas da Figueira da Foz, decorreu nas instalações da mesma.

  • Integrado no processo de implementação do DLBC/Rural - LEADER AD ELO, a AD ELO informa que procedeu à abertura, a partir de 03 de dezembro de 2019, de 3 avisos de concurso referentes às seguintes tipologias de apoio:

    N.º 003/AD ELO/10211/2019: PEQUENOS INVESTIMENTOS NA EXPLORAÇÃO AGRÍCOLA (DE 03 DE DEZEMBRO DE 2019 A 31 DE JANEIRO DE 2020) N.º 002/AD ELO/10215/2019: PROMOÇÃO DE PRODUTOS DE QUALIDADE LOCAIS (DE 03 DE DEZEMBRO DE 2019 A 21 DE FEVEREIRO DE 2020) N.º 002/AD ELO/10216/2019: RENOVAÇÃO DE ALDEIAS (DE 03 DE DEZEMBRO DE 2019 A 21 DE FEVEREIRO DE 2020) Nestes 3 avisos estão disponíveis 643.007,62€ de apoio público. Cada aviso responde a um tipologia específica de projetos, que no seu todo permitirão ir ao encontro dos objetivos inerentes ao DLBC/Rural - LEADER AD ELO, nomeadamente: Contribuir para a criação sustentável de emprego e de uma cultura empresarial de base local; Promover a gestão sustentável do território valorizando os recursos endógenos e fortalecendo laços de identidade local É importante sublinhar que o instrumento regulamentar - Desenvolvimento Local de Base Comunitária (DLBC), dirigido às comunidades rurais, é gerido AD ELO, para a implementação da Estratégia de Desenvolvimento Local no território de intervenção que integra os seguintes concelhos: Cantanhede (totalidade das freguesias) Mira (totalidade das freguesias) Mealhada (totalidade das freguesias) Montemor-o-Velho (totalidade das freguesias) Penacova (totalidade das freguesias) Figueira da Foz (todas as freguesias com a exceção de Buarcos e São Julião, Tavarede e São Pedro). As candidaturas são realizadas eletronicamente na plataforma / balcão do beneficiário PDR 2020 (http://www.pdr-2020.pt) sendo necessário proceder aos registos prévios enquanto beneficiário da entidade que submeterá a candidatura. Para a elaboração das candidaturas é importante consultar o site da AD ELO (http://www.adelo.pt), onde poderão ser obtidas todas as informações necessárias à preparação dos projetos.  

  • DLBC/Rural - LEADER AD ELO - Abertura de Canal informativo

    Estando reunidas as condições necessárias para dar início à implementação da Estratégia de Desenvolvimento Local (EDL) integrada no DLBC/Rural - LEADER AD ELO, procedemos à abertura no nosso site de um canal informativo que pretende organizar toda a informação pertinente respeitante ao DLBC/Rural - LEADER AD ELO.

    Sendo um canal dinâmico será atualizado constantemente sempre que surjam informações novas relevantes de interesse para os promotores que desenvolvam projetos no Território de Intervenção e que sejam suscetíveis de candidatura aos instrumentos disponíveis. O canal identificado como DLBC/Rural - LEADER AD ELO apresenta uma estrutura de categorias, sub-categorias e registos direcionada para os elementos fundamentais dos processos de candidatura.

    Brevemente estará disponível informação sobre Anúncios de abertura de Candidaturas.      

  • A Parceria composta pelos GAL - Grupos de Ação Local AD ELO (concelhos de Cantanhede, Mealhada, Mira, Montemor-O-Velho, Figueira da Foz e Penacova), ADICES (Águeda, Carregal do Sal, Mortágua, Santa Comba Dão, Tondela) e DUECEIRA (Lousã, Miranda do Corvo, Penela e Vila Nova de Poiares).

    Perspetivando a partilha de boas práticas relacionadas com a economia verde e a troca de conhecimentos e experiências, a conferência privilegiou visitas no terreno a projetos diversificados no âmbito do estudo, educação e proteção ambiental, dinamização económica da biomassa, uso sustentável da floresta, entre outros temas correlacionados. Num circuito intenso que percorreu em 3 dias o território dos 3 GAL e após a sessão inaugural já noticiada -que ocorreu no Buçaco e contou com a participação de toda a Parceria e representantes das diferentes tutelas-, decorreu na zona da Cruz Alta após uma visita de reconhecimento dos percursos pedestres da Mata, a plantação de um Aderno, espécie protegida exemplificativa da floresta mediterrânica autóctone, momento com forte peso simbólico e fator de união entre os países e equipas que integram o projeto. Entre espaços de degustação da gastronomia tradicional da região com realce para o Leitão à Bairrada, Lampantana e Chanfana e doçaria tradicional (ex: Pasteis de Tentúgal e Bolo de Ançã) que permitiram uma maior proximidade à nossa cultura e identidade, foi possível dar a conhecer o Central de Biomassa de Mortágua e a empresa Pellets Power, Lda. também neste concelho numa perspetiva de rentabilização económica dos recursos; a empresa Caves Messias nas suas vertentes de produtora de vinhos mas e também dinamizadora turística; a estratégia de proteção ambiental e dinamização turística do Caramulo com o lançamento do “Guia da Flora Vascular da Serra do Caramulo” e a visita ao Museu do Automóvel; o Parque Eólico do Caramulo enquanto unidade de produção de energia verde; o Louredo Parque Natura de Vila Nova de Poiares enquanto espaço para fruição da natureza e pólo de animação turística desta localidade e concelho; a Oficina da Floresta, Ambiente e Água na Lousã na sua vocação de agente educativo; o Castelo da Lousã enquanto exemplo de valorização do património cultural em articulação estreita com a natureza circundante; o Parque Biológico da Serra da Lousã em Miranda do Corvo como exemplo de projeto multidisciplinar para o uso múltiplo da floresta. No Jantar de encerramento que decorreu na Lousã, foi reconhecido o interesse do projeto na sua globalidade e evidenciado, por todos os parceiros e convidados, do extremo interesse e pertinência das temáticas abordadas nesta Conferência, em particular. Este encontro em Portugal constitui-se a 3ª das 4 etapas do projeto, o qual é igualmente consubstanciado com ações próprias de cada entidade a realizar nos seus territórios. Trata-se de um projeto de cooperação apoiado no âmbito da Medida LEADER/DLBC do PDR2020 – Programa de Desenvolvimento Rural.

  • Integrado no processo de implementação do DLBC/Rural - LEADER AD ELO, a AD ELO informa que procedeu à abertura, a partir de 27 de dezembro de 2018, de aviso de concurso referente à seguinte tipologia de apoio:

    N.º 002/AD ELO/10214/2018: CADEIAS CURTAS E MERCADOS LOCAIS   Este aviso têm uma dotação orçamental comunitária de 380 mil euros podendo, por sua vez, alavancar um investimento superior a 760 mil euros. O aviso responde a um tipologia específica de projetos que permitirá ir ao encontro dos objetivos inerentes ao DLBC/Rural - LEADER AD ELO. É importante sublinhar que o instrumento regulamentar - Desenvolvimento Local de Base Comunitária (DLBC), dirigido às comunidades rurais, é gerido AD ELO, para a implementação da Estratégia de Desenvolvimento Local no território de intervenção que integra os seguintes concelhos: Cantanhede (totalidade das freguesias) Mira (totalidade das freguesias) Mealhada (totalidade das freguesias) Montemor-o-Velho (totalidade das freguesias) Penacova (totalidade das freguesias) Figueira da Foz (todas as freguesias com a exceção de Buarcos e São Julião, Tavarede e São Pedro).   As candidaturas são realizadas eletronicamente na plataforma / balcão do beneficiário PDR 2020 (http://www.pdr-2020.pt) sendo necessário proceder aos registos prévios enquanto beneficiário da entidade que submeterá a candidatura. Para a elaboração das candidaturas é importante consultar o site da AD ELO (http://www.adelo.pt), onde poderão ser obtidas todas as informações necessárias à preparação dos projetos.   

    Cantanhede, 27de dezembro de 2018

  • Realizou-se no dia 27 de janeiro de 2016 pelas 15.30 horas, no Cineteatro de Ponte de Sor, a Sessão de Assinatura dos Contratos com os Grupos de Ação Local – Desenvolvimento Local de Base Comunitária (DLBC) de âmbito rural. 

    Este evento foi presidido pelo Senhor Primeiro-Ministro estando ainda presente o Ministro do Planeamento e Infraestruturas, Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Secretário de Estado do Desenvolvimento e Coesão e Secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, bem como os representantes dos 54 GAL subscritores do território nacional. A AD ELO procedeu desta forma à respetiva assinatura do contrato de atribuição de fundos no âmbito do DLBC/Rural LEADER AD ELO que totaliza um montante de 4.282.941,07 € distribuídos pelo FEADER, FEDER e FSE e que darão corpo à Estratégia de Desenvolvimento Local, que será implementada neste período de programação 2014-2020.  

  • Aviso: Nº 003/AD ELO/10212/2019: 10.2.1.2 – Pequenos Investimentos na Transformação e comercialização de Produtos Agrícolas.

    No processo de implementação do DLBC/Rural - LEADER AD ELO procedemos à abertura - entre 08 de março e 12 de abril de 2019 - de um "anúncio de abertura de candidaturas" referente à seguinte tipologia de apoio: 10.2.1.2 - Pequenos Investimentos na Transformação e comercialização de Produtos Agrícolas Este aviso tem uma dotação orçamental de 253.960,00 EUR de apoio público que pode alavancar mais de 564.000 mil euros de investimento, destinados a projetos que tenham as seguintes condições: Os beneficiários poderão ser: pessoas singulares ou coletivas que se dediquem à transformação ou comercialização de produtos agrícolas; Os projetos devem contribuir para o processo de modernização e capacitação das empresas de transformação e comercialização de produtos agrícolas; Os projetos a apresentar terão de se enquadrar num dos setores industriais identificados na legislação aplicável à medida (pode ser consultada na pasta de documentação anexa ao aviso); Os projetos a apresentar terão de se localizar numa das freguesias elegíveis, identificadas na legislação aplicável à medida (pode ser consultada no aviso).   O processo de candidatura ao instrumento regulamentar Desenvolvimento Local de Base Comunitária (DLBC), dirigido às comunidades rurais, levou ao reconhecimento do GAL: AD ELO - Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada e Mondego, como entidade Gestora do DLBC/Rural LEADER AD ELO para a implementação da Estratégia de Desenvolvimento Local (EDL) no território de intervenção que integra os seguintes concelhos: Cantanhede (totalidade das freguesias) Mira (totalidade das freguesias) Mealhada (totalidade das freguesias) Montemor-o-Velho (totalidade das freguesias) Penacova (totalidade das freguesias) Figueira da Foz (todas as freguesias com a exceção de Buarcos, Tavarede e São Pedro).   Para a elaboração das candidaturas é importante consultar o site da AD ELO www.adelo.pt, onde poderão ser obtidas todas as informações necessárias à preparação dos projetos.     

  • COOPERAÇÃO: PROCURA DE PARCEIROS

    O processo de candidatura ao instrumento regulamentar Desenvolvimento Local de Base Comunitária (DLBC), dirigido às comunidades rurais, levou ao reconhecimento do GAL: AD ELO - Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada e Mondego, como entidade Gestora do DLBC/Rural LEADER AD ELO para a implementação da Estratégia de Desenvolvimento Local (EDL) no território de intervenção que integra os seguintes concelhos: Cantanhede (totalidade das freguesias) Mira (totalidade das freguesias) Mealhada (totalidade das freguesias) Montemor-o-Velho (totalidade das freguesias) Penacova (totalidade das freguesias) Figueira da Foz (todas as freguesias com a exceção de Buarcos, Tavarede e São Pedro). A EDL abrangida pelo DLBC/Rural - LEADER AD ELO, com apoio do "Portugal 2020" nomeadamente dos Programas Operacionais - PDR2020 e Centro 2020, preconiza para o território a concretização dos seguintes objetivos principais: Contribuir para a criação sustentável de emprego e de uma cultura empresarial de base local Promover a gestão sustentável do território valorizando os recursos endógenos e fortalecendo laços de identidade local   A implementação da estratégia da AD ELO concretiza-se através da realização de ações de apoio ao investimento no território complementada com ações de cooperação, internacionalização e abertura ao exterior que é necessariamente um prolongamento e complemento das opções estratégicas assumidas à escala local. A opção estratégica da AD ELO em torno da abertura ao exterior, onde a internacionalização da economia é apenas uma vertente, é necessariamente o prolongamento da perspetiva que os mercados só se entendem numa visão global. Sendo um desígnio nacional, a cooperação no quadro de uma intervenção territorial DLBC, deve ser entendida como o espaço para consolidar e projetar as ações que localmente fazem sentido, centrando-se nos seguintes objetivos e dimensões de intervenção: Alargamento a novos mercados; Transferência do saber fazer e das experiências inovadoras; Estabelecimento de redes de distribuição; Criação de serviços/produtos comuns entre diferentes agentes; Criação de mecanismos de formação/informação de âmbito transnacional; Valorização dos recursos locais.   O projetos de cooperação a desenvolver pela AD ELO no quadro do atual período de programação, devem enquadrar-se de forma geral numa, ou em várias, das seguintes linhas temáticas prioritárias: Circuitos Curtos/ Promoção e Comercialização; apoiar a organização da produção e a comercialização; Internacionalização recursos/serviços/produtos/territórios; apoiar o aprofundamento do intercâmbio económico de produtos e serviços, o reforço da identidade e cultura portuguesa num contexto de globalização promovendo a transferibilidade de conhecimentos e práticas (com a Europa e com os países da comunidade de língua portuguesa); Promoção e valorização: desenvolver ações nas áreas do empreendedorismo, cultura local, produtos locais, qualificação, marketing institucional; Sustentabilidade dos territórios: promover uma cultura de responsabilidade ecológica. Neste sentido a AD ELO encontra-se disponível para a concretização de projetos que se inscrevam na sua EDL e que contribuam para os objetivos previstos. Está assim à procura de parceiros para futuros projetos transnacionais que reúnam as seguintes características: GAL europeus reconhecidos dentro da mesma abordagem DLBC; GAL que tenham características, ideias de projetos e abordagens inovadoras nas áreas temáticas identificadas; GAL com territórios que assumam características diferenciadoras e complementares e que assim possam contribuir para construção de um plano enriquecedor de troca de experiências.   Qualquer manifestação de interesse deverá ser remetida para os contactos da Associação.  

  • ABERTURA DE PERÍODO DE APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS

    Integrado no processo de implementação do DLBC/Rural - LEADER AD ELO, a AD ELO informa que procedeu à abertura, a partir de 12 de dezembro de 2017, de cinco avisos de concurso referentes às seguintes tipologias de apoio: N.º 002/AD ELO/10211/2017: PEQUENOS INVESTIMENTOS NA EXPLORAÇÃO AGRÍCOLA (ENCERRADO a 31 Janeiro 2018) N.º 002/AD ELO/10212/2017: PEQUENOS INVESTIMENTOS NA TRANSFORMAÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS AGRÍCOLAS (ENCERRADO a 31 Janeiro 2018) N.º 002/AD ELO/10213/2017: DIVERSIFICAÇÃO DE ATIVIDADES NA EXPLORAÇÃO AGRÍCOLA (ENCERRADO a 31 Janeiro 2018) N.º 001/AD ELO/10214/2017: CADEIAS CURTAS E MERCADOS LOCAIS (ENCERRADO a 28 Março 2018) N.º 001/AD ELO/10215/2017: PROMOÇÃO DE PRODUTOS DE QUALIDADE LOCAIS (ENCERRADO a 28 Março 2018).

    Estes cinco avisos têm uma dotação orçamental comunitária de mais de 1,2 milhões de euros podendo, por sua vez, alavancar um investimento superior a 2,5 mihões de euros. Cada aviso responde a um tipologia específica de projetos, que no seu todo permitirão ir ao encontro dos objetivos inerentes ao DLBC/Rural - LEADER AD ELO, nomeadamente: Contribuir para a criação sustentável de emprego e de uma cultura empresarial de base local; Promover a gestão sustentável do território valorizando os recursos endógenos e fortalecendo laços de identidade local. É importante sublinhar que o instrumento regulamentar - Desenvolvimento Local de Base Comunitária (DLBC), dirigido às comunidades rurais, é gerido AD ELO, para a implementação da Estratégia de Desenvolvimento Local no território de intervenção que integra os seguintes concelhos: Cantanhede (totalidade das freguesias) Mira (totalidade das freguesias) Mealhada (totalidade das freguesias) Montemor-o-Velho (totalidade das freguesias) Penacova (totalidade das freguesias) Figueira da Foz (todas as freguesias com a exceção de Buarcos e São Julião, Tavarede e São Pedro).

    As candidaturas são realizadas eletronicamente na plataforma / balcão do beneficiário PDR 2020 (http://www.pdr-2020.pt) sendo necessário proceder aos registos prévios enquanto beneficiário da entidade que submeterá a candidatura. Para a elaboração das candidaturas é importante consultar o site da AD ELO (http://www.adelo.pt), onde poderão ser obtidas todas as informações necessárias à preparação dos projetos.


    Cantanhede, 12 de dezembro de 2017

  • DLBC/RURAL LEADER AD ELO - Abertura de Candidaturas

    O processo de candidatura ao instrumento regulamentar Desenvolvimento Local de Base Comunitária (DLBC), dirigido às comunidades rurais, levou ao reconhecimento do GAL: AD ELO - Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada e Mondego, como entidade Gestora do DLBC/Rural LEADER AD ELO para a implementação da Estratégia de Desenvolvimento Local (EDL) no território de intervenção que integra os seguintes concelhos: Cantanhede (totalidade das freguesias) Mira (totalidade das freguesias) Mealhada (totalidade das freguesias) Montemor-o-Velho (totalidade das freguesias) Penacova (totalidade das freguesias) Figueira da Foz (todas as freguesias com a exceção de Buarcos, Tavarede e São Pedro).

    A Estratégia de Desenvolvimento Local abrangida pelo DLBC/Rural - LEADER AD ELO, com apoio do "Portugal 2020" nomeadamente dos Programas Operacionais - PDR2020 e Centro 2020, preconiza para o território a concretização dos seguintes objetivos principais: Contribuir para a criação sustentável de emprego e de uma cultura empresarial de base local Promover a gestão sustentável do território valorizando os recursos endógenos e fortalecendo laços de identidade local Estando reunidas as condições necessárias para dar início a sua implementação, pretende-se ainda durante o mês de junho proceder à publicação dos primeiros "anúncios de abertura de candidaturas".

    Assim, brevemente neste site, será aberto um canal próprio com toda a informação disponível para a operacionalização do DLBC/Rural - LEADER AD ELO.    

  • Vai realizar-se no dia 27 de janeiro de 2016, das 15.30 horas s 17.00 horas, no Cineteatro de Ponte de Sor, a Sesso de Assinatura dos Contratos com os Grupos de Ao Local Desenvolvimento Local de Base Comunitária de âmbito rural. A cerimónia incluir a assinatura de 52 contratos entre as Autoridades de Gesto dos Programas Operacionais financiadores e os Grupos de Ao Local (GAL), no valor total de 242,2M de Fundos da União Europeia. Este evento contar com a presença do Senhor Primeiro-Ministro, Ministro do Planeamento e Infraestruturas, Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Secretário de Estado do Desenvolvimento e Coeso e Secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, bem como os representantes dos 52 GAL subscritores do território nacional. Adicionalmente assinatura formal dos contratos desenvolver-se- uma apresentação pública de acordo com o seguinte programa: 15h30: Abertura - Presidente da Câmara Municipal de Ponte de Sor - Eng. Hugo Pereira Hilário

    15h40: Vídeo sobre as intervenientes de Desenvolvimento Local de Base Comunitária

    15h45: Testemunho de dois Grupos de Ao Local: Dra. Isabel Benedito (ESDIME, Messejana) Dr. Miguel Ventura (ADIBER, Góis)

    16h00: A importância dos apoios ao desenvolvimento local Dra. Regina Lopes (Federação Minha Terra)

    16h15: Assinatura simbólica de dois Contratos* MONTE - Desenvolvimento Alentejo Central ADRAT – Associação de Desenvolvimento da Região do Alto Tâmega

    16h30: Encerramento Primeiro-Ministro - Dr. António Costa

  • Conhecidos os dados de encerramento do ProDer (Programa de Desenvolvimento Rural) reportados a 31 de dezembro de 2015, a Federação Minha Terra congratula-se com os resultados alcançados pelos seus associados na execução da Abordagem LEADER. A medida LEADER, Sub-Programa 3 do ProDer, gerida pelos 47 Grupos de Ação Local (GAL) do Continente atingiu uma taxa de execução que superou o inicialmente programado, atribuindo 333 milhões de euros de incentivos para a realização de projetos nas zonas rurais. Este valor superou em mais de três milhões de euros a dotação inicialmente prevista, o que só foi possível pela dinâmica empreendedora que as populações dos territórios rurais revelaram, concretizando a realização de cerca de 5 mil projetos com importantes contributos para o desenvolvimento local. As iniciativas apoiadas nas mais diversas áreas, como o turismo em espaço rural, a promoção dos produtos locais ou a sua transformação, a criação de circuitos curtos de comercialização, a cultura ou os serviços básicos para as populações rurais no âmbito do ProDer, são a expressão do trabalho dos GAL com o LEADER ao longo dos últimos 25 anos, gerando a criação de empregos, desenvolvendo a economia e permitindo melhorar progressivamente a qualidade de vida das populações rurais. A gestão descentralizada do LEADER através de Grupos de Ação Local torna possível a concretização de um apoio de proximidade aos promotores de projetos, fator fundamental para o sucesso dos investimentos.

    A AD ELO foi a Entidade Gestora do Eixo 3 do ProDer na Zona de Intervenção correspondente aos municípios de Cantanhede, Mealhada, Mira, Montemor-o-Velho, Penacova e Vagos. No âmbito da Estratégia Local de Desenvolvimento, para o período de 2007 a 2013, implementou o programa “Eixo 3 - PRODER - LEADER AD ELO” que atingiu uma execução de 100% da dotação final atribuída, correspondendo a uma execução superior a 130% da dotação inicial, estando assim a contribuir de forma positiva para os números de execução global do programa no país. Como balanço podemos referir que a implementação do “Eixo 3 - PRODER - LEADER AD ELO” superou largamente as previsões iniciais, correspondendo assim a um instrumento participativo de apoio ao desenvolvimento, que só foi possível operacionalizar de forma positiva com o apoio de todos os intervenientes - AD ELO, Municípios, associações e outras entidades e empresas locais.


    Cantanhede, 26 de janeiro de 2016

  •  

     A AD ELO é responsável pela implementação da abordagem territorial "DLBC/Rural - LEADER AD ELO" no seu território de intervenção (Cantanhede, Figueira da Foz, Mealhada, Mira, Montemor-o-Velho e Penacova).

    Em fevereiro de 2021 terminou a análise do aviso de concurso, aberto em 2020, que tinha como objetivo o apoio a projetos que promovessem a recuperação, conservação e valorização de elementos patrimoniais locais e que se integrava na medida DLBC/Rural PDR 2020 “Renovação de Aldeias”.

    Nesse processo de decisão o seu Órgão de Gestão aprovou 11 projetos que totalizam cerca de 1 milhão de euros de investimento, mobilizando quase 800 mil euros de apoio comunitário.

    Tendo como objetivo o apoio a pequenos projetos, esta decisão de aprovação abrange todo o território de intervenção da AD ELO e engloba como beneficiárias associações locais e autarquias, em projetos de valorização do património como museus, moinhos, bem como a recuperação e reconversão de antigas escolas primárias desativadas para funções ligadas à cultura local.

    Estes projetos, embora de pequena dimensão assumem uma importância significativa para os seus promotores dado que raramente se encontram apoios que sejam adaptados a esta realidade.

    Na implementação do "DLBC/Rural LEADER AD ELO" defende-se a perspetiva que o território se constitui como o repositório de recursos, nas suas mais variadas formas e que as ações a desenvolver devem passar pela consciencialização que o património (natural, cultural e contruído) deve ser preservado, enquanto elemento de reforço da identidade local.

    Esta perspetiva de valorização e reforço da identidade local é assim materializada nos projetos aprovados, que entram assim na fase de execução para que brevemente estejam disponíveis para as comunidades locais.

    www.adelo.pt

     

    AD ELO, Cantanhede, 17 de fevereiro de 2021

  •  

     A AD ELO é responsável pela implementação da abordagem territorial "DLBC/Rural - LEADER AD ELO" no seu território de intervenção (Cantanhede, Figueira da Foz, Mealhada, Mira, Montemor-o-Velho e Penacova).

    Em fevereiro de 2021 terminou a análise do aviso de concurso, aberto em 2020, que tinha como objetivo o apoio a projetos que promovessem a recuperação, conservação e valorização de elementos patrimoniais locais e que se integrava na medida DLBC/Rural PDR 2020 “Renovação de Aldeias”.

    Nesse processo de decisão o seu Órgão de Gestão aprovou 11 projetos que totalizam cerca de 1 milhão de euros de investimento, mobilizando quase 800 mil euros de apoio comunitário.

    Tendo como objetivo o apoio a pequenos projetos, esta decisão de aprovação abrange todo o território de intervenção da AD ELO e engloba como beneficiárias associações locais e autarquias, em projetos de valorização do património como museus, moinhos, bem como a recuperação e reconversão de antigas escolas primárias desativadas para funções ligadas à cultura local.

    Estes projetos, embora de pequena dimensão assumem uma importância significativa para os seus promotores dado que raramente se encontram apoios que sejam adaptados a esta realidade.

    Na implementação do "DLBC/Rural LEADER AD ELO" defende-se a perspetiva que o território se constitui como o repositório de recursos, nas suas mais variadas formas e que as ações a desenvolver devem passar pela consciencialização que o património (natural, cultural e contruído) deve ser preservado, enquanto elemento de reforço da identidade local.

    Esta perspetiva de valorização e reforço da identidade local é assim materializada nos projetos aprovados, que entram assim na fase de execução para que brevemente estejam disponíveis para as comunidades locais.

    www.adelo.pt

     

    AD ELO, Cantanhede, 17 de fevereiro de 2021